Antroponímia referida na cantiga:
  (linha 1)

Lopo Lias


 Airas Moniz, o zevrom,      ←
leixad[e] o selegom      ←
 e tornad'ao albardar:      ←
       andaredes i melhor      ←
 5       ca na sela rengedor;      ←
       andaredes i mui bem      ←
       e nom vos rengerá per rem.      ←
  
 Tolhede-lh'o peitoral,      ←
apertade-lh'o atafal,      ←
10e nom vos rengerá per rem:      ←
       andaredes i melhor      ←
       ca na sela rengedor;      ←
       andaredes i mui bem      ←
       e nom vos rengerá per rem.      ←
  
15Podedes en bafordar      ←
e o tavlado britar,      ←
e nom vos rengerá per rem:      ←
       andaredes i melhor      ←
       ca na sela rengedor;      ←
20       andaredes i mui bem      ←
       e nom vos rengerá per rem.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Mais uma composição do ciclo que D. Lopo Lias dedica aos infanções de Lemos, esta com característica de referir o nome de um deles, Airas Moniz. Na respetiva nota antroponímica fazemos uma sugestão de identificação desta personagem, mas, dado ser este um nome relativamente comum na época, a título meramente hipotético. Seja como for, o trovador aconselha-o comicamente aqui a ir de cavalo para burro.
Para a contextualização e possível datação deste ciclo, veja-se a Nota Geral à primeira das suas cantigas.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Escárnio e maldizer
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1348, V 955

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1348

Cancioneiro da Vaticana - V 955


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas