Sancho Sanches
Trovador medieval


Nacionalidade: Galega

Notas biográficas:

Autor cuja biografia até muito recentemente nos era totalmente desconhecida. Pelo colocação das suas cantigas nos cancioneiros, numa zona em que predominam os clérigos, parecia provável que tivesse sido também ele um clérigo galego, ativo na segunda metade do século XIII. Na verdade, isso mesmo parece confirmar um novo documento dado a conhecer por José António Souto Cabo1, uma escritura datada de 1260, na qual, como nos diz este investigador, um "João Barcala, em representação do deão de Santiago, compra propriedades no lugar de Oseve (S. Simão de Ons - Cacheiras, c. Teo). Entre as testemunhas encontramos um Sancho Sanches, qualificado como clérigo, que supomos membro do estamento clerical da Sé de Santiago destacado nessa área imediata à capital galega". Embora desconheçamos, de momento, qualquer outro pormenor da sua biografia, tudo indica que se trate, efetivamente, do nosso trovador.


Referências

1 Souto Cabo, José António, "In capella domini regis, in Ulixbona e outras nótulas trovadorescas", in Actas del XIV Congreso de la Asociación Hispánica de Literatura Medieval, Murcia, setembro de 2011.
      Aceder à página Web


Ler todas as cantigas (por ordem dos cancioneiros)


Cantigas (por ordem alfabética):


Amiga, bem sei do meu amigo
Cantiga de Amigo

Amiga, do meu amigo
Cantiga de Amigo

Em outro dia em Sam Salvador
Cantiga de Amigo

Ir-vos queredes, amigo, [daqui]
Cantiga de Amigo

Muit'atendi eu bem da mia senhor
Cantiga de Amor

Que mui gram torto mi fez, amiga
Cantiga de Amigo


Autoria duvidosa:


A mia senhor, que eu mais doutra rem
Cantiga de Amor