Pero de Ornelas
Trovador medieval


Nacionalidade: Portuguesa

Notas biográficas:

Trovador português, proveniente de uma linhagem da pequena nobreza sediada na localidade de Dornelas, junto a Amares (Braga), e onde ainda hoje subsiste a antiga torre medieval da família. Será certamente o trovador o Pero Fernandes de Ornelas referido pelos Livros de Linhagens (LL44A6), a propósito do seu casamento com uma donzela cujo nome omitem (mas que se chamaria Sancha Domingues, segundo um documento citado por Resende de Oliveira1). Ainda segundo os dados apurados por este investigador, Pero de Ornelas seria filho de Fernão Fernandes Anes Dornelas, estando documentado como sendo já adulto e com filhos em 1288. Por outro lado, José Augusto Pizarro2 cita um documento, datado de 1265 e relativo a uma sobrinha de D. Afonso Lopes de Baião, Guiomar Dias de Baião, no qual, entre os confirmantes, aparece um Pedro Dornelas, que cremos que será o trovador. Será igualmente o trovador o Pedro Dornelas que, em 1304, testemunha um documento relativo aos bens de um Fernão Raimundo, neto do trovador Martim Soares (documento transcrito por Pedro de Azevedo3). Estes dados indicam, pois, que terá vivido na segunda metade do século XIII e inícios do seguinte.
Acrescente-se que é possível que tivesse relações familiares de afinidade com o trovador Rodrigo Anes de Vasconcelos (natural da mesma região), já que um João Fernandes de Ornelas, que poderá ser seu irmão, casou com Teresa Anes, uma irmã deste trovador.


Referências

1 Oliveira, António Resende de (1994), Depois do espectáculo trovadoresco. A estrutura dos cancioneiros peninsulares e as recolhas dos séculos XIII e XIV, Lisboa, Edições Colibri.

2 Pizarro, José Augusto (1999), Linhagens medievais portuguesas: genealogias e estratégias 1279-1325, vol. I, Porto, Centro de Estudos de Genealogia, Heráldica e História da Família da Universidade Moderna, p. 291, nota 16..
      Aceder à página Web


3 Azevedo, Pedro de (1918), "O trovador Martim Soares e sua família", in Revista Lusitana, XXI , p. 253.
      Aceder à página Web


Ler todas as cantigas (por ordem dos cancioneiros)


Cantigas (por ordem alfabética):


Havedes vós, amiga, guisado
Cantiga de Amigo

Nostro Senhor! e ora que será
Cantiga de Amor